Skip to main content
A- A+

Autenticação segura: combinação de ferramentas eficientes com a biometria de voz

A biometria de voz combinada com outras ferramentas eficientes colabora para a autenticação segura dos usuários e a criação de um verdadeiro ecossistema antifraude.

A segurança da informação é uma preocupação crescente nos dias atuais, especialmente em um mundo cada vez mais conectado e digitalizado. Com o aumento das ameaças cibernéticas, é essencial proteger os dados pessoais e profissionais contra acesso não autorizado. 

A autenticação segura desempenha um papel crucial nesse cenário, evitando fraudes de identidade e garantindo que apenas usuários legítimos realizem operações em plataformas de serviço. 

Junto disso, uma abordagem que tem ganhado destaque é a combinação de ferramentas eficientes, oferecendo camadas adicionais de segurança para a autenticação de usuários em diferentes canais e contextos. 

Neste artigo, você entenderá os benefícios dessa estratégia e como a biometria de voz pode ser uma excelente aliada em sistemas antifraude

💡 Leia também: Autenticação segura e possibilidades eficazes na prevenção à fraude

O que é autenticação segura? 

A autenticação segura é um procedimento utilizado para verificar a identidade de um usuário ou entidade, certificando que apenas pessoas autorizadas possam acessar sistemas, dados ou recursos específicos. 

Em 1960 surgiram as primeiras formas de autenticação baseadas em senhas. No entanto, com o passar do tempo, foi percebido que esse formato tradicional já não era o suficiente, pois é um alvo fácil para vazamento de dados e ataques fraudulentos. 

Dessa forma, muitos avanços ocorreram desde então, com a adoção de novas tecnologias e técnicas mais avançadas de autenticação para garantir uma segurança adequada. Um exemplo é a ascensão da tendência “passwordless”, que tem como objetivo eliminar a necessidade de senhas, dando lugar a outros métodos. 

Você pode entender mais sobre esse assunto acessando o nosso e-book “Passwordless: alternativas para uma autenticação sem senhas”.

Quais são as ferramentas eficientes de autenticação? 

Para garantir uma autenticação segura, existem diversas ferramentas eficientes e robustas disponíveis no mercado. Além das tradicionais senhas, algumas opções que têm sido implementadas são: 

  • Autenticação Multifator – MFA: a autenticação multifator é uma metodologia que utiliza dois ou mais fatores de autenticação. Geralmente une a combinação de algo que o usuário sabe, algo que o usuário possui e algo que é inerente ao usuário;
  • Autenticação biométrica: a autenticação por biometria analisa características físicas e/ou comportamentais exclusivas do usuário para verificar a sua identidade. Isso inclui impressões digitais, reconhecimento facial, escaneamento de retina, biometria de voz e outros;
  • Certificados digitais: principalmente utilizados na autenticação de servidores, os certificados digitais são emitidos por autoridades certificadoras confiáveis e garantem a autenticidade das informações transmitidas;
  • Autenticação por aplicativo: essa autenticação é feita por meio de um aplicativo instalado em um dispositivo móvel que gera códigos temporários ou usa a identificação do dispositivo para autenticar o usuário;
  • Autenticação por token: envolve o uso de dispositivos físicos, como tokens de segurança ou cartões inteligentes, que geram códigos únicos para autenticação;
  • Chave pública e privada: utiliza um par de chaves criptográficas, uma pública e uma privada, para verificar a identidade do usuário e garantir a comunicação segura;
  • Autenticação por geolocalização: utiliza a localização do usuário como forma de autenticação, verificando se a posição atual condiz com os padrões de acesso usuais do usuário.

Todas essas ferramentas de autenticação segura possuem vantagens e desvantagens, e a escolha da mais adequada dependerá do contexto e das necessidades específicas do sistema ou serviço oferecido pela empresa. 

Para criar um sistema antifraude completo, a melhor alternativa é optar pela combinação de vários métodos, visto que essas camadas dificultam a ação de criminosos e oferecem uma experiência mais confiável aos usuários. 

💡 Confira: Sistema antifraude: o que é usado pelo mercado?

Quais ferramentas de autenticação escolher?

Como apontamos, a escolha das ferramentas eficientes de autenticação vai variar de acordo com o cenário e demanda de cada empresa. Entender as necessidades específicas e os desafios enfrentados pelo negócio é o primeiro passo para tomar uma decisão assertiva que garantirá a segurança e a fluidez no processo. 

Cada organização possui requisitos únicos de segurança e pode estar sujeita a diferentes tipos de ameaças cibernéticas. Por isso, fazer uma análise de riscos e mapear as possíveis fraudes que podem acontecer na operação é fundamental. 

Além disso, é importante analisar a jornada e a experiência do usuário, evitando que a tecnologia implementada seja intrusiva ou complicada, pois isso pode afetar negativamente a percepção da marca. Aqui é válido ter em mente o momento adequado para a aplicação da ferramenta, planejando da melhor forma e oferecendo suporte para minimizar interrupções e impactos que podem ser prejudiciais para os clientes. 

Por fim, a usabilidade e a acessibilidade também são critérios essenciais de serem analisados e equilibrados com a segurança. A autenticação combinada deve ser projetada para ser transparente e intuitiva, garantindo que os usuários possam acessar os recursos de forma rápida e sem dificuldades. 

Qualquer fricção adicional na experiência pode levar à frustração do usuário e potencialmente afetar a adoção das medidas de proteção. 

Ao considerar esses aspectos, é possível implementar medidas eficientes de autenticação confiáveis e eficazes, protegendo seus sistemas, dados e clientes de maneira mais eficiente. 

A combinação de ferramentas eficientes com a biometria de voz

Levando em consideração os pontos apresentados na seção acima, a biometria de voz pode ser uma excelente alternativa para ser adotada em conjunto com métodos tradicionais, como senhas ou autenticação por token, por exemplo. 

Essa união é capaz de criar um ecossistema de inteligência antifraude com diferentes camadas de autenticação, reduzindo as chances de invasões e tornando o processo mais robusto. Além disso, por ser uma ferramenta simples e intuitiva, a autenticação por voz pode ser incluída em qualquer fase da jornada dos usuários com mínima fricção. 

Alguns dos principais benefícios da biometria de voz incluem:

  • Segurança avançada: as características vocais são únicas para cada indivíduo e, portanto, difíceis de serem replicadas, o que torna essa biometria mais segura e difícil de ser fraudada;
  • Facilidade de uso: a biometria de voz é recolhida de forma rápida e conveniente, apenas com a gravação da voz;
  • Não intrusiva: ao contrário de algumas biometrias, como a impressão digital ou varredura de íris, essa biometria não requer contato físico;
  • Adaptável: a biometria de voz pode ser facilmente integrada a diferentes canais e plataformas, oferecendo uma camada adicional de segurança sem alterar a experiência do usuário.

Assim, essa abordagem oferece um equilíbrio entre proteção e usabilidade, permitindo uma experiência de autenticação mais estratégica e confiável para usuários e empresas.

Neste texto abordamos a importância de combinar diferentes ferramentas de autenticação em sistemas antifraude para garantir um processo seguro e preparado para evitar ataques cibernéticos. 

Quer saber mais sobre a biometria de voz e como essa tecnologia aliada à IA pode prevenir fraudes e evitar prejuízos para o seu negócio? Acesse o banner abaixo e aproveite os 30 dias gratuitos para testar a solução.

Close Menu